Força-tarefa do governo vai atuar na retomada dos modais portuários e aeroportuários

Elisa Costa, da Agência iNFRA

O Ministério de Portos e Aeroportos criou uma força-tarefa para atuar na retomada dos modais portuários e aeroportuários que foram afetados pelas enchentes na região no Rio Grande do Sul. Dois grupos de trabalho foram definidos para atuar pelo prazo de 60 dias, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período.

Nos aeroportos, as ações ficarão a cargo dos órgãos integrantes da Conaero (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias) e a coordenação será feita pela Secretaria Nacional de Aviação Civil. Nos portos, as atividades serão acompanhadas pelos órgãos integrantes da Conaportos (Comissão Nacional das Autoridades nos Portos), com coordenação da Secretaria Nacional de Portos.

Segundo o Ministério de Portos e Aeroportos, o Porto de Rio Grande é o único do estado aberto para operações e até o momento já recebeu cerca de 460 toneladas para as vítimas do evento climático. “A partir do recebimento no porto, os donativos são transportados até o cais público, onde são armazenados e distribuídos pela Defesa Civil do Estado, Exército, Marinha e demais entidades envolvidas”, informou.

Situação do tráfego
O tráfego em pista dupla na BR-116/RS, trecho do km 294 em Guaíba, foi totalmente liberado na última quinta-feira (16) pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). Em São Leopoldo, houve a liberação parcial da alça sentido Novo Hamburgo do viaduto da Scharlau, também na BR-116/RS.

Aos usuários de linhas interestaduais e internacionais de passageiros, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) informou que o embarque e desembarque será feito na rodoviária do município de Osório. Na capital, Porto Alegre, o embarque será feito no Terminal Antônio de Carvalho, de onde serão conduzidos até Osório. A estimativa de tempo de viagem é de 2h30.

Como mostram os dados do Ministério dos Transportes, 80 trechos de rodovias já foram totalmente liberados, nove trechos foram parcialmente liberados, seis foram liberados para emergências, 17 trechos continuam em obras, e 35 trechos ainda estão totalmente bloqueados, desde as fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul no início do mês.

Combustíveis
Como medida para garantir o abastecimento no Rio Grande do Sul, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) aprovou pedido de autorização excepcional da Ipiranga, Raízen e Vibra para comercialização de etanol anidro, sendo dispensada algumas especificações técnicas.

Segundo o relator, diretor Fernando Moura, com a tragédia no estado gaúcho, a Superintendência de Distribuição e Logística da agência viu a necessidade de tomar medidas a curto prazo e recomendou aprovar a comercialização por um período de 30 dias, a contar da assinatura do despacho.

Apesar da decisão, a Transpetro, que faz o transporte do etanol, deverá encaminhar à ANP a apuração de volume recebido e expedido no terminal de Itajaí (SC), bem como demais atualizações sobre o andamento das atividades. A agência também determina que a cada volume descartado, uma amostra deve ser coletada para análise.

Monitoramento de eventos climáticos
A diretoria da ANTT participou de reunião com a empresa Climatempo, na última quarta-feira (15). O encontro discutiu os desafios causados pelo aumento de eventos climáticos extremos, que impactam a infraestrutura e comunidades vulneráveis, exigindo uma gestão de riscos mais complexa, focada na prevenção e preparação para desastres naturais. Mais informações neste link

Tags:

Compartilhe essa Notícia
Facebook
Twitter
LinkedIn

Inscreva-se para receber o boletim semanal gratuito!

Inscreva-se no Boletim Semanal Gratuito

e receba as informações mais importantes sobre infraestrutura no Brasil

Cancele a qualquer momento!

Solicite sua demonstração do produto Publicidade e Branded Content

Solicite sua demonstração do produto Realização e Cobertura de Eventos

Solicite sua demonstração do produto Boletins e Alertas

Solicite sua demonstração do produto Fornecimento de Conteúdo