Porto de Santos descarta implementar o STS10, novo terminal de contêineres previsto na gestão passada

Jenifer Ribeiro, da Agência iNFRA

A APS (Autoridade Portuária de Santos) não tem interesse em dar andamento à implementação do STS10 no Porto de Santos (SP). A criação desse novo terminal de contêineres foi estudada pela antiga gestão para atender ao aumento na demanda do porto por esse tipo de carga.

Segundo apurou a Agência iNFRA com fonte ligada à autoridade portuária, medidas que estão sendo tomadas serão suficientes para evitar a saturação do porto e atender à demanda a médio prazo.

Entre as medidas está a expansão de área do Ecoporto, terminal destinado a carga geral e contêiner, mas que praticamente não opera esse tipo de carga atualmente, com regularização do contrato provisório da companhia. Há também a ampliação da BTP (Brasil Terminal Portuário) e da Santos Brasil. E ainda a transferência do terminal de passageiros para o Saboó.

Além disso, segundo fonte consultada pela reportagem, o desenho do STS10 foi feito para atender ao modelo de concessão do porto. Com a mudança de diretriz para que a autoridade portuária siga pública, não faz mais sentido implementar o terminal.

No entanto, quem decide sobre se um terminal tem ou não que ser feito no Porto de Santos é o Ministério de Portos e Aeroportos, que ainda não deu nenhuma sinalização concreta sobre se vai ou não paralisar o processo. A estimativa da gestão anterior é que o STS10 poderia praticamente dobrar a capacidade do porto para a movimentação desse tipo de carga.

Expansão da poligonal
Para o longo prazo, segundo apurou a Agência iNFRA, está sendo estudada a expansão da poligonal do porto para uma possível construção de um grande terminal de contêineres na Ilha de Bagres e a integração de áreas continentais de São Vicente com o intuito de explorar o modal hidroviário.

Durante as discussões de concessão do Porto de Santos na gestão passada – ideia que foi descartada pela atual gestão – foi decidido por uma redução da poligonal do porto, retirando as áreas de Bagres e de Caneu. A intenção era manter essas áreas sob domínio da União e decidir posteriormente se elas seriam entregues ao concessionário privado ou se haveria outro tipo de desenvolvimento.

Como mostrou a Agência iNFRA, as discussões sobre fazer um novo desenho para a poligonal do Porto de Santos ainda está sendo debatida pela área técnica do Ministério de Portos e Aeroportos. Mas, pelo que apurou a reportagem, o presidente da APS, Anderson Pomini, protocolou um pedido oficial para incluir a Ilha de Bagres novamente na poligonal.

Anúncio de cronograma
No dia do aniversário do Porto de Santos (2 de fevereiro) está prevista uma visita do presidente Lula e do vice-presidente, Geraldo Alckmin, ao porto para anunciar obras previstas. Um dos anúncios deverá ser a previsão de início das obras de construção do túnel que ligará Santos ao Guarujá entre outubro deste ano e janeiro de 2025.

Outras obras que devem ter o cronograma divulgado na ocasião são os serviços nas perimetrais do porto, no bairro da Alemoa, e a do aprofundamento do canal de acesso. Há previsão de que o contrato de aprofundamento para os 16 metros tenha o edital publicado até o final de fevereiro. A ideia é que, enquanto esse contrato estiver em vigor, a APS e o ministério continuem estudando a PPP (Parceria Público-Privada) do serviço de dragagem do porto.

Tags:

Compartilhe essa Notícia
Facebook
Twitter
LinkedIn

Inscreva-se para receber o boletim semanal gratuito!

Inscreva-se no Boletim Semanal Gratuito

e receba as informações mais importantes sobre infraestrutura no Brasil

Cancele a qualquer momento!

Solicite sua demonstração do produto Publicidade e Branded Content

Solicite sua demonstração do produto Realização e Cobertura de Eventos

Solicite sua demonstração do produto Boletins e Alertas

Solicite sua demonstração do produto Fornecimento de Conteúdo